Seguidores de Lucas Ngonda reafirmam compromisso de cooperar com o governo do MPLA

Kuito – O secretário nacional de Informação e Propaganda da Frente Nacional de Libertação Nacional (FNLA), Ndonda Nzinga, reafirmou a vontade de cooperar com o governo, apesar de algumas vicissitudes que se verifica no seio dos militantes do partido.

O partidário prestou estas declarações à imprensa local, numa conferência que visou esclarecer as causas da contenda que se registou segunda-feira última entre os militantes e uma delegação mandatada por, Lucas Ngonda, proveniente de Luanda.

Ndonda Nzinga sublinhou que a sua formação política está disposta a cooperar em qualquer campo com o governo angolano, de forma a contribuir no crescimento do país, em diversas vertentes.

"Estou certo que actualmente a FNELA não goza de boa saúde, devido a crise política que se instalou no ano passado no seio do partido, provocado pelo irmão, Lucas Ngonda e seus acompanhantes, mais isso não impede que a formação realize acções", disse.

A fonte disse igualmente que, a cooperação estende-se também a outras formações políticas sediadas no país, para que junto se construa uma Angola una, em que os cidadãos se sintam livres e democráticos, rumo a reconciliação nacional.

Quanto as brigas  registadas ainda esta semana, Ndonda Nzinga afirmou que estiveram envolvidos antigos combatentes dos dissidentes mandatados por Lucas Ngonda, tendo originado o espancamento e a quebra do vidro de frente da viatura da formação dos mesmos.

Depois da a acção, os efectivos da Polícia Nacional prenderam dois antigos combatentes que foram julgados e libertados pelo tribunal provincial da comarca do Bié, com o fim de repor os danos materiais causados em uma viatura.