Regime inviabiliza a participação do PP no pleito eleitoral

david-20mendes-20clubk.jpgLuanda - O Secretariado Nacional do Partido Popular (PP) esteve reunido de urgência sob presidência do Dr. DAVID MENDES, para analisar o encontro mantido entre uma delegação do PP com o Grupo Técnico do Tribunal Constitucional, que decorreu das 10 horas às 12 horas do dia 25 de Junho de 20112  e que teve como base o seguinte:

1º- O Partido Popular apresentou ao Tribunal Constitucional 15400 assinaturas, o exigido por lei.

2º- Para o Circulo Nacional apresentou assinaturas de 5500 apoiantes e para cada Circulo Provincial apresentou 550 por cada.

3º- No informe final do Centro de Processamento de Dados do Tribunal Constitucional aparece como apoiantes do Circulo Nacional do PP 6418 subscritores. Enquanto que,  na verdade, o PP apenas apresentou 5500. Confrontados com a contagem física feita no local, os técnicos responderam que havia erros no sistema e que lamentavam o sucedido

4º- Confrontados ainda como era possível, por exemplo, que o cidadão ALBINO ANTÓNIO MARIA SERRA como tantos outros, o seu número de cartão aparece como Inexistente no FICRE, responderam, os técnicos, que era um erro cometido ao digitarem o número. Com estes erros foram inviabilizadas 6516 assinaturas por Inexistência no FICRE.

Perante estes ditos erros do sistema e de digitação, o Tribunal Constitucional anulou 9770 apoiantes do Partido Popular, obrigando a apresentar novas assinaturas até o dia 29 de Junho, pelas 17 horas.

Com todas estas irregularidades, como creditar nos dados do Centro de Processamento de Dados?

O Partido Popular acredita que tudo isso visa inviabilizar a participação do PP no pleito eleitoral.

O Partido Popular vem por este meio denunciar aos Angolanos e a Comunidade Internacional esta manobra do regime no poder que pretende a todo custo impedir que o PP se apresente as eleições legislativas e o seu líder as eleições presidenciais.

O SECRETÁRIO NACIONAL

Regime inviabiliza a participação do PP no pleito eleitoral

MPDA

×