Isabel manda prender filho de João de Matos

joao-de-matos.jpgIsabel dos Santos, é a figura que círculos  restritos em Luanda   suspeitam  estar por detrás  da “ordem superior” que culminou  com a detenção, na passada Quarta-feira,  de jovem Alex de Matos, apresentado como “o filho mais velho” do  antigo CEMGFAA, João Baptista de Matos  suspeito de fazer parte de um desvio de 10 milhões de dólares aos cofres da operadora móvel UNITEL.

A detenção aconteceu num momento em que o ex- CEMGFAA encontrava-se fora do país, porem logo após os familiares e amigos do general terem tomado conhecimento do que se estava a passar desdobraram-se em  movimentações no sentido de se apurar e intervir em favor da soltura do jovem.   Uma das figuras que  também  movimentou-se  tão logo soube do que se estava a passar   é o jurista Carlos Maria  Feijó que tem relações privilegiadas  com a família De Matos.

O Procurador Geral da República (PGR), João Maria de Sousa  que  viu o seu telefone a não parar de tocar    viu-se inicialmente “inútil” para ajudar visto que  o Procurador que ordenou a detenção  de Alex de Matos colocou os seus terminais telefônicos desligados para alegadamente não ser incomodado.

Alex de Matos acabaria por ser devolvido  a liberdade na sexta-feira (6), tendo se chegado a conclusão que o mesmo  pode ser   inocente das  acusações  que pesaram  sobre si.  De acordo  com apurações  é  apontado como principal  “suspeita” da burla um elemento identificado por “Arthur”  que entretanto  terá viajado para  Cuba.  Não há informações de que o mesmo terá se escapado propositadamente ou se o levantamento do escândalo calhou numa altura em que se encontra ausente de Angola.

Alex de Matos, que fora inicialmente detido por “engano” é descrito  como um jovem  “muito calmo” e que não se “mete em problemas”. Foi um  antigo estudante na cidade do Porto em Portugal.  Logo após regressar ao país, passou a trabalhar directamente  com o seu pai, João de Matos razão pela qual  é  tido como seu  principal substituto  na gestão dos negócios  e participações empresarias que o  CEMGFAA  faz parte.

Até ao momento a empresaria Isabel dos Santos ou algum representante da UNITEL ainda não reagiu para prestar esclarecimento deste acontecimento   ou  para apresentar desculpas publicas ao jovem Alex de Matos caso  as investigações das autoridades declaram-no  oficialmente  como inocente do desvio dos valores burlados a operadora móvel angolana

MPDA