Almirante na reforma questiona legitimidade de JES como Presidente

mendes-de-carvalho-filho.jpgLuanda - A legitimidade de José Eduardo dos Santos como Presidente de Angola foi hoje questionada em Luanda por um oficial superior, agora na reforma e candidato à vice-presidência da República pela coligação liderada pelo antigo delfim de Jonas Savimbi.

O almirante André Gaspar Mendes de Carvalho disse que o chefe de Estado angolano condensa as razões por que deixou as Forças Armadas Angolanas, que serviu durante 40 anos, e agora abraça a intervenção cívica e política.

"Défice democrático, falta de credibilidade e corrupção", enumerou Mendes de Carvalho, que apresentou hoje em conferência de imprensa as razões que o levaram a aderir ao projeto político da Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE), liderado por Abel Chivukuvuku, antigo delfim do líder da UNITA, Jonas Savimbi.

O almirante Mendes de Carvalho exerceu, ao longo da sua carreira, diversas funções a nível militar e a nível diplomático.

O candidato a vice-presidente na lista da CASA é filho do escritor, professor e deputado Mendes de Cravalho ("Uanhenga Xitu"), figura proeminente da luta de libertação nacional e do MPLA, partido no poder em Angola.

MPDA

×